Versos de Amor

Versos de Amor
José Antonio Jacob

Ó alma solitária, (outrora envaidecida)
Que dirás aos teus olhos nesta noite morta,
Ao veres tua vida triste e desflorida,
Se o desespero vier te aferrolhar a porta?

- Aqui jaz a pessoa que ninguém suporta!
Ainda ouvirás o som da tua voz ferida
E escreverás no espelho com a letra torta
A derradeira frase de repúdio à vida.
 
E se vieres, Senhora, alguma inquietação
Da importuna lembrança e dos vagos sinais
Que o passado feliz te expôs ao coração?

Lembres que teu futuro não existe mais
E que estás vivendo a última recordação
Nestes versos de amor de quem te amou demais!
 
 



O Livro
Índice do Poesia de Bolso

Páginas


Sonetos

7/ Desenho (Comentado)
8/ Sonho de Papel (Comentado)
9/ Florzinha (Comentado)
10/ Impulsão (Comentado)
11/ Bolhas de Sabão (Comentado)
12/ Fim de Jornada (Comentado)
15/ Afronta Impiedosa (Comentado)
19/ Sonhando (Comentado)
23/ Quanto Tempo nos Resta? (Comentado)
30/ O Palhaço (Comentado)
33/ O Beijo de Jesus (Comentado)
35/ Natal dos meus Sonhos (Comentado)
46/ Jardim sem Flores (Comentado)
48/ O Vira-lata (Comentado)
51/ Repouso no Sítio (Comentado)
52/ Tédio
63/ Sublimação (Comentado)
64/ Solidão (Comentado)
93 Restou uma Poesia

Quadra
95/ Veritas (Comentado)

Sextilhas
96/ Delírios de Maio (Comentado)
102/ Natal na Rua da Miséria (Comentado)


ESPECIAIS JOSÉ ANTONIO JACOB



PPS Clique no seu Poeta
(Magnífica declamação do artista português José Bento)

O Sono de Pensar
(Poema em versos livres)

Site Cenário de Sentimentos

AVSPE José Antonio Jacob
Homenagem da poetisa Tere Penhabe
(Acróstico Poético)
(Apresentação de Maria Granzoto da Silva)

Resposta ao Passado
(Especial ArtCulturalBrasil)

Mémória de Bibelô
(especial ArtCulturalBrasil)

Além da Porta
(Vídeo de Dorival Campanelle)

Voltar
ÍNDICE


VISITE