Biografia




José Antonio de Souza Jacob, filho do comerciante Antônio José Jacob e Heloisa Gonçalves de Souza Jacob, nasceu em Juiz de Fora (MG), em 11 de fevereiro de 1950, onde realizou seus primeiros estudos, ingressando em seguida no curso de Direito da Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais "Vianna Júnior”.

No final dos anos 70 iniciou-se no jornalismo como redator da Gazeta Comercial, tendo nessa época se aprofundado no estudo de Filosofia e Letras e logo em seguida foi admitido, por concurso, na área de Recursos Humanos da Companhia Telefônica de Minas Gerais, tendo se aposentado do serviço público em 2005.

Desde as primeiras letras o menino José Antonio de Souza Jacob foi estimulado a ler poetas, levado pela mão de seu pai, que apreciava poesia, especialmente a dos brasileiros e dos portugueses. Entre as leituras de sua adolescência estão poesias de Raul de Leôni, Mário Quintana, Augusto dos Anjos, António Nobre, Cesário Verde, Fernando Pessoa, José Gomes Ferreira, Charles Baudelaire, entre outros.

Da mãe Heloisa herdou a doçura das palavras e a maneira singela de contemplar a vida sem ser alienado. Seu estilo simples e requintado de escrever poesia conquistou grandes poetas e escritores, de sua cidade, de quem passou a desfrutar de convivência contínua, mesmo ainda muito jovem.

Por sua perfeição na metrificação e na qualidade poética é considerado por muitos que conhecem sua obra como “um dos mais importantes sonetistas da língua portuguesa na atualidade”. Este juizforano, nascido sob o signo de aquário, recusa-se a escolher seu verso do coração e a participar de escolas e grupos literários, preferindo o sossego da vida bucólica nos arredores de Juiz de Fora. Atualmente o poeta reside em  Muriaé/MG.

A 27 de abril de 2007 foi indicado pelo vereador Bruno Siqueira para receber a insigne Medalha do Mérito Legislativo, Mérito Excepcional em Poesia, e foi condecorado na Câmara Municipal de Juiz de Fora.

A 06 de julho de 2007 foi sancionado pelo prefeito de Juiz de Fora o "Título Honorífico de Cidadão Benemérito de Juiz de Fora"ao Poeta José Antonio de Souza Jacob", por indicação do vereador Bruno Siqueira, com aprovação unânime da Câmara Municipal.

No final de 2006 este mineiro foi indicado pelo poeta, escritor, editor e crítico literário, de Portugal,. Eugénio de Sá, o mais importante poeta sonetista do Brasil de 2006, juntamente com o poeta portugûes Eugénio de Andrade, o melhor poeta de Portugal do mesmo ano.

(Fragmentos de texto extraído da Revista Comemorativa dos 154 anos da Câmara Municipal de Juiz de Fora - 2007 )



CONCESSÃO DE TÍTULO BENEMÉRITO

Projeto: 000051/2007 - Processo:
--------------------------------------------------------------------------------
Projeto de LEI
Proposição:  Projeto de Lei

Projeto de Lei nº 51
Dispõe sobre Concessão de Título Benemérito.

A Câmara Municipal de Juiz de Fora aprova:

Art.1º - Fica concedido o Título de Cidadão Benemérito ao Sr. José Antonio de Souza Jacob.

Art.2º - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Palácio Barbosa Lima, 20 de março de 2007.

Norma: LEI 11381 2007 Publicação: 07/07/2007 - Origem: Legislativo

Ementa: Dispõe sobre concessão de Título Honorífico.

Proposição: Projeto de Lei 000051 2007

Nome: José Antonio de Souza Jacob

Indexação: DETERMINAÇÃO, CONCESSÃO, TÍTULO, CIDADÃO, BENEMÉRITO

Catálogo: CONCESSÃO HONORÍFICA
Lei Nº 11381

Dispõe sobre concessão de Título Honorífico.

Projeto nº 051, de autoria do Vereador Bruno Siqueira.
A Câmara Municipal de Juiz de Fora aprova e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º  Fica concedido o Título de Cidadão Benemérito de Juiz de Fora ao Ilustríssimo Senhor
JOSÉ ANTONIO DE SOUZA JACOB.

Art. 2º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.
Paço da Prefeitura de Juiz de Fora, 06 de julho de 2007.

a) ALBERTO BEJANI – Prefeito de Juiz de Fora.
a) RENATO GARCIA – Secretário de Administração e Recursos Humanos.


Tramitações:
--------------------------------------------------------------------------------
Período: 20/03/2007 a 20/03/2007
Objeto de deliberação às Comissões Técnicas
--------------------------------------------------------------------------------
Período: 23/03/2007 a 28/03/2007
Comissão Especial - Figueirôa
Parecer:Favorável
--------------------------------------------------------------------------------
Período: 30/03/2007 a 11/04/2007
Comissão Especial - Oliveira Tresse
Parecer: Favorável
--------------------------------------------------------------------------------
Período: 13/04/2007 a 18/04/2007
Comissão Especial - Carlos Bonfiácio
Parecer:Favorável
--------------------------------------------------------------------------------
Período: 21/06/2007 a 22/06/2007
Fase de Votação
Aprovado em 1ª Discussão - 21/06/2007
Aprovado em 2ª Discussão - 22/06/2007
--------------------------------------------------------------------------------
Período: 07/07/2007 a 07/07/2007
Transformado em Norma Jurídica
Lei nº 11.381/2007

Comissão Especial - Figueirôa
Parecer:

Trata-se de Projeto de Lei nº 051/2007, de autoria do ilustre Vereador Bruno Siqueira, que "Dispõe sobre a Concessão de Titulo Benemérito" ao Sr. JOSÉ ANTONIO DE SOUZA JACOB.

Instado a manifestar sobre esta proposição de concessão de titulo honorífico, cumpre-me, primeiro, parabenízar o nobre colega propositor pela oportuna e feliz iniciativa em homenagear o ilustuíssimo jornalista, poeta e escritor juizforano.

Trata-se de ser humano de profunda sensibilidade e afinidade com a filosofia e as letras. Jornalista e escritor que trata os fatos cotidianos com a Ieveza e profundidade que lhe é peculiar.

Ainda muito jovem se mostrava intelectualmente privilegiado, tendo se lançado ao jornalismo numa fase conturbada da vida política do país, assumindo a função de redator da Gazeta Comercial, devido à sua grande aptidão para redigir.

Orgulha-nos sabê-lo filho desta terra. O ilustre homenageado possui currículo exemplar na área das Letras, sendo escritor e poeta reconhecido com a publicação de suas obras "Almas Raras".

O homenageado também exerceu vários cargos públicos, tendo iniciado sua carreira na área de Recursos Humanos da Companhia Telefoníca de Minas Gerais.

Vê-se, pois, que trata-se de pessoa de grande sensibilidade para as Artes e a Cultura e, acima de tudo, humanista, sereno, cordato e brilhante, algumas das características do bom mineiro, nas palavras do insuperável Carlos Drumond de Andrade.

Com essas considerações, saúdo o homenageado, sua inestimável esposa e sua familia, e por entender justa esta homenagem do Povo de Juiz de Fora - através desta Casa e por iniciativa peculiar do nobre Vereador Bruno Siqueira -, ao seu ilustre cidadão, JOSÉ ANTONIO DE SOUZÁ JACOB, manifesto o meu integral apoio a tão merecida insígnia e o meu voto favorável à aprovação desta proposição.

Palácio Barbosa Lima, 28 de março de 2007.

 
Comissão Especial - Oliveira Tresse
Parecer:

É com grande orgulho e satisfação que vejo-me instado a emitir parecer acerca da concessão de título de cidadão benemérito ao ilustríssimo Sr. José Antonio de Souza Jacob. Isso se dá pelo fato de que o Sr. José Antônio é pessoa de vasto conhecimento e com profunda intimidade com a filosofia e a arte.

Um profissional exemplar e um ser humano honrado e respeitado consagrou-se por seus próprios méritos nesta cidade sendo justa e de grande relevância a presente homenagem. Isto posto, libera-se para Plenário com meu voto favorável.

 Palácio Barbosa Lima, 11 de abril de 2007.


Comissão Especial - Carlos Bonfiácio

Parecer:

O ilustre homenageado, José Antonio de Souza Jacob, possuidor de um currículo exemplar, jornalista, escritor e poeta, faz, do filho desta terra, merecedor de tão sublime e justa homenagem.

Ser humano autêntico, possuídor de um vasto conhecimento na área de filosofia e letras, este ilustre cidadão reflete a imagem da sensibilidade e o brilhantismo no trato com a arte e a cultura.
 Parabenizo o nobre colega autor da proposição por feliz iniciativa e ao Sr. José Antonio de Souza Jacob os mais sinceros votos de estima e admiração.
Palácio Barbosa Lima, 16 de abril de 2007.

 
--------------------------------------------------
Condecoração Medalha do Mérito Legislativo

Em 27 de abril do mesmo ano, por indicação do vereador Bruno Siqueira e com unanimidade dos seus pares, o poeta foi agraciado com a mais alta condecoração do legislativo juiz-forano, tendo na ocasião recebido a medalha do Mérito Legislativo, Mérito Especial em Poesia, tendo sido condecorado no plenário da Câmara Municipal de Juiz de Fora/MG no Palácio Barbosa Lima.


MEDALHA DO MÉRITO LEGISLATIVO
MÉRITO ESPECIAL EM POESIA 2007
Condecoração Medalha do Mérito Legislativo
Câmara Municipal de Juiz de Fora
27 de abril de 2007


O Livro
Índice do Poesia de Bolso

Páginas


Sonetos

7/ Desenho (Comentado)
8/ Sonho de Papel (Comentado)
9/ Florzinha (Comentado)
10/ Impulsão (Comentado)
11/ Bolhas de Sabão (Comentado)
12/ Fim de Jornada (Comentado)
15/ Afronta Impiedosa (Comentado)
19/ Sonhando (Comentado)
23/ Quanto Tempo nos Resta? (Comentado)
30/ O Palhaço (Comentado)
33/ O Beijo de Jesus (Comentado)
35/ Natal dos meus Sonhos (Comentado)
46/ Jardim sem Flores (Comentado)
48/ O Vira-lata (Comentado)
51/ Repouso no Sítio (Comentado)
52/ Tédio
63/ Sublimação (Comentado)
64/ Solidão (Comentado)
93 Restou uma Poesia

Quadra
95/ Veritas (Comentado)

Sextilhas
96/ Delírios de Maio (Comentado)
102/ Natal na Rua da Miséria (Comentado)



ESPECIAIS JOSÉ ANTONIO JACOB

PPS Clique no seu Poeta
(Magnífica declamação do artista português José Bento)

O Sono de Pensar
(Poema em versos livres)

Site Cenário de Sentimentos

AVSPE José Antonio Jacob
Homenagem da poetisa Tere Penhabe
(Acróstico Poético)
(Apresentação de Maria Granzoto da Silva)

Resposta ao Passado
(Especial ArtCulturalBrasil)

Mémória de Bibelô
(especial ArtCulturalBrasil)

Além da Porta
(Vídeo de Dorival Campanelle)



TRAILER JOSÉ ANTONIO JACOB

Trailer 1


Poesia de Bolso - Ed. ArtCulturalBrasil/2011