Págs. 100/101 - Passeio na Cidade




Poesia de Bolso - Ed. ArtCulturalBrasil/2011




PASSEIO NA CIDADE
(José Antonio Jacob)


Desço à cidade a tarde é clara e linda
E para anoitecer é tão cedo ainda!
Faz tempo que não chove e que não venta.
Eu gosto da indolência e amo a preguiça
E piso leve, em passo de cortiça,
Na minha sombra que se estica lenta.

Espicho o olhar e a rua é tão comprida!
E lá no fim da rua existe vida...
No meu caminho nunca usei atalho,
Eu ando devagar feito o verão,
Que passa como as horas de trabalho,
No relógio de ponto do patrão.

Reparo nos olhares que desbotam
E as pessoas que passam nem me notam...
Sinto-me triste como um velho lobo...
Tento saudar alguém e nem sei aonde,
Nenhum aceno amigo me responde
E eu sorrio sozinho feito um bobo.

Sigo adiante querendo me alegrar,
E olho vitrinas, sem poder comprar
E o meu olhar comprido se despoja.
Todo dia que eu passo por aqui,
De dentro da vidraça de uma loja,
Um manequim de massa me sorri.
 
Eu devolvo o sorriso mais contente:
- Esse boneco tem alma de gente
E se veste com roupas pitorescas!
E aqui fora há pessoas amontoadas,
Por cima dos balaios nas calçadas,
Onde os fruteiros vendem frutas frescas.

Enquanto adiante um mágico de fraque,
Tremendo a boca, o queixo e o cavanhaque,
Puxa um coelho de dentro do embornal,
Um velho charlatão calvo apregoa
Que a sua droga é uma pomada boa
Para sanar calvície ou qualquer mal.

Eu atravesso a rua e o tempo passa
E nesse tempo eu chego numa praça
Onde os pintores pintam suas telas.
Que coisa linda!... E num banco me assento.
Quem me dera eu tivesse esse talento
De expressar-me pintando coisas belas!

A tarde cobre o céu como um lençol,
Detrás do morro suspirou o sol
Seu último bocejo vespertino.
Eu sempre fico triste nessa hora
Ao ver essas pessoas indo embora,
Seguindo cada qual o seu destino...
 

 
 






POESIA DE BOLSO
ÍNDICE


Sonetos

7/ Desenho (Comentado)
8/ Sonho de Papel (Comentado)
9/ Florzinha (Comentado)
10/ Impulsão (Comentado)
11/ Bolhas de Sabão (Comentado)
12/ Fim de Jornada (Comentado)
13/ Amor -Próprio Ferido
14/ A Dança dos Pares Perdidos
15/ Afronta Impiedosa (Comentado)
16/ Almas Primaverais
17/ Casinha de Boneca
18/ Nós Somos Para Sempre
19/ Sonhando (Comentado)
20/ Faltas e Demoras
21/ Velho Órfão
22/ Silêncio em Casa
23/ Quanto Tempo nos Resta? (Comentado)
24/ Enigma
25/ Despercebimento
26/ Porta-retratos
27/ Roseiras Dolorosas
28/ Sonho Quebrado
29/ O Espelho
30/ O Palhaço (Comentado)
31/ Varal de Luzes
32/ História sem Final
33/ O Beijo de Jesus (Comentado)
34/ Musa do Ano Novo
35/ Natal dos meus Sonhos (Comentado)
36/ O Ano Bom do Bom Fantasma
37/ Domingo em Casa
38/39/ Elogio à dor do Desamor I e II
40/ Almas sem Flores
41/ Crença
42/ Além da Porta
43/ Alminha
44/ Carretéis
45/ Os Afogados
46/ Jardim sem Flores (Comentado)
47/ Mudança
48/ O Vira-lata (Comentado)
49/ Revelação
50/ O Vendedor de Bonequinhos
51/ Repouso no Sítio (Comentado)
52/ Tédio
53/ Crepúsculo de uma Árvore
54/ Noite Fria
55/ Oração do Descrente
56/ Não Despertes Sonhos Nos Meus Dias
57/ Falsidade
58/ Renascer
59/ Poodle
60/ Prisioneiro
61/ A Mãe e a Roseira
62/ A Saudade Sempre Pede Mais
63/ Sublimação (Comentado)
64/ Solidão (Comentado)
65/ Esperança Morta
66/ A Aurora da Velhice
67/ Mãos nos Bolsos
68/ Figurinhas
69/ História Boa
70/ Soneto para o Poeta Triste
71/ Minha Senhora
72/ Soneto de Natal
73/ O Pai e a Terra
74/ Minha Mãezinha
75/ Brinquedo
76/ Alegoria
77/ Almas Raras
78/ Angústia
79/ As Formigas
80/ Velhice Feliz
81/ Na Poltrona
82/ Oração do Dia dos Pais
83/ Ócio e Solidão
84/ A Prece do Capuchinho
85/ Último Delírio
86/ Canção do Rio
87/ O Verso Único
88/ Páscoa
89/ De Volta aos Quintais
90/ Amada Sombra que Persigo
91/ Eu Creio Sim!
92/ Coelhinho da Páscoa
93 Restou uma Poesia
94/ Meu Presépio

Quadra
95/ Veritas (Comentado)

Sextilhas
96/ Delírios de Maio (Comentado)
100/101/ Passeio na Cidade
102/ Natal na Rua da Miséria (Comentado)
104/105/ Uma Temporada na Roça
106/ O Fantasma que mora em meu Sofá
108/ Filhos de Minas







ESPECIAIS JOSÉ ANTONIO JACOB



PPS Clique no seu Poeta
(Magnífica declamação do artista português José Bento)

O Sono de Pensar
(Poema em versos livres)

Site Cenário de Sentimentos

AVSPE José Antonio Jacob
Homenagem da poetisa Tere Penhabe
(Acróstico Poético)
(Apresentação de Maria Granzoto da Silva)

Resposta ao Passado
(Especial ArtCulturalBrasil)

Mémória de Bibelô
(especial ArtCulturalBrasil)

Além da Porta
(Vídeo de Dorival Campanelle)

Noite no Bar


TRAILER JOSÉ ANTONIO JACOB

Trailer 1

Poesia de Bolso - Ed. ArtCulturalBrasil/2011


Voltar
ÍNDICE